Informativos

Física do Voo de Aeronaves

Física do Voo de Aeronaves

No dia 29/04/2016 os alunos do 1º ano do Ensino Médio tiveram uma aula diferente. A aula foi dividida em duas etapas. A primeira foi a confecção de um avião de papel. A segunda foi o lançamento, na parte externa da escola, dos aviões confeccionados pelos estudantes.

Segundo relatos a experiência foi legal, pois muitos nunca tinham feito um avião de papel na vida.

Mas o que tem a física com isso? Nos próximos parágrafos, retirado de um artigo do XLI Congresso Brasileiro de Engenharia, teremos uma ideia primária do assunto.

O movimento de planadores como os aviões de papel é descrito pela atuação de três forças e as Leis de Newton. A figura 1 mostra o dia grama de corpo livre de um avião de papel em trajetória ascendente, posicionando a força peso (P) a força de sustentação (FS) e a força de arrasto (FA) (HOMA, 2010). As forças FS e FA tem origem aerodinâmica, ou seja, na interação com a atmosfera, e dependem da velocidade do ar. A força de arrasto está relacionada com a resistência que o choque com as partículas de ar realiza com o objeto em movimento.

Origem da força de sustentação está na interação de objetos com o ar em velocidade (STUDART & DAHMEN, 2006; ANDERSON & EBERHARDT, 2006). A diferença entre as velocidades do volume de ar abaixo e acima do objeto gera uma força direcionada de baixo para cima, que resiste à ação do peso, ou seja, é uma reação devida ao contato com a atmosfera. Esta reação é obtida com facilidade em objetos planos, onde a diferença entre as velocidades do ar acima e abaixo é relativamente alta dependendo da orientação relativa do objeto e a velocidade do ar, gerando a força de sustentação perpendicular à superfície.

Disponível em: http://www.fadep.br/engenharia-eletrica/congresso/pdf/117227_1.pdf

 

01

 

02

 

03

 

04